sábado, 17 de abril de 2010

BOCAGE

MINI-SIMULADO ARCADISMO (COM RESPOSTAS)

http://2c2008.blogspot.com/2008/04/questoes-de-simulado-online-sobre.html

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - ARCADISMO

01. Assinale o que não se refere ao Arcadismo:

a) Época do Iluminismo (século XVIII) – Racionalismo, clareza, simplicidade.
b) Volta aos princípios clássicos greco-romanos e renascentistas (o belo, o bem, a verdade, a perfeição, a
imitação da natureza).
c) Ornamentação estilística, predomínio da ordem inversa, excesso de figuras.
d) Pastoralismo, bucolismo suaves idílios campestres.
e) Apóia-se em temas clássicos e tem como lema: inutilia truncat (“corta o que é inútil”).

Resposta: C


02. Indique a alternativa errada:

a) Cultismo e conceptismo são as duas vertentes literárias do estilo barroco.
b) O arcadismo afirmou-se em oposição ao estilo barroco.
c) O conceptismo correspondeu a um estilo fundado em “agudezas”ou “sutilezas”de pensamento, com transições bruscas e associações inesperadas entre conceitos.
d) O cultismo correspondeu sobretudo a um jogo formal refinado, com uso abundante de figuras de linguagem e verdadeiras exaltação sensorial na composição das imagens e na elaboração sonora.
e) O Arcadismo tendeu à obscuridade, à complicação lingüística e ao ilogismo.

Resposta: E


Nos exercícios 3 e 4, assinale, em cada um, a(s) afirmação(ões) improcedente(s) sobre o Arcadismo.
(Podem ocorrer várias em cada exercício).
03. A respeito da época em que surgiu o Arcadismo:

a) o século XVIII ficou conhecido como “século das luzes”;
b) os “enciclopedistas”construíram os alicerces filosóficos da Revolução Francesa;
c) o adiantamento cientifico é uma das marcas desta época histórica;
d) a burguesia conhece, então, acentuado declínio em seu prestígio;
e) em O Contrato Social, Rousseau aborda a origem da Autoridade.

Resposta: D


04. Quanto à linguagem árcade:

a) prefere a ordem indireta, tal como no latim literário;
b) tornou-se artificial, pedante, inatural;
c) procura o comedimento, a impessoalidade, a objetividade;
d) manteve as ousadias expressionais do Barroco;
e) promove um retorno às “virtudes clássicas”da clareza, da simplicidade e da harmonia.

Resposta: A, B, D


05. Entre os escritores mais conhecidos do “Grupo Mineiro”, estão:

a) Silva Alvarenga, Mário de Andrade, Menotti del Picchia.
b) Santa Rida Durão, Cecília Meireles, Tomás Antônio Gonzaga.
c) Basílio da Gama, Paulo Mendes Campos, Alvarenga Peixoto.
d) Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto.
e) Alvarenga Peixoto, Fernando Sabino, Cláudio Manuel da Costa.

Resposta: D



06. Qual a alternativa que apresenta uma associação errada?

a) Barroco / Contra-Reforma.
b) Arcadismo / Iluminismo
c) Romantismo / Revolução Industrial.
d) Arcadismo / Anti-Classicismo
e) Arcadismo / Racionalismo

Resposta: D


07. Poema satírico sobre os desmando administrativos e morais imputados a Luís da Cunha Menezes, que governou a Capitania das Minas de 1783 e 1788:

a) Marília de Dirceu
b) Vila Rica
c) Fábula do Ribeirão do Carmo
d) Caras Chilenas
e) O Uruguai

Resposta: D

08. Em seu poema épico, tenta conciliar a louvação do Marquês de Pombal e o heroísmo do índio. Afasta-se do modelo de Os Lusíadas e emprega como maravilhoso o fetichismo indígena.
São heróis desse poema:

a) Cacambo, Lindóia, Moema
b) iogo Álvares Correia, Paraguaçu, Moema
c) Diogo Álvares Correia, Paraguaçu, Tanajura
d) Cacambo, Lindóia, Gomes Freira de Andrade
e) n.d.a.

Resposta: D

09. (ITA) Uma das afirmações abaixo é incorreta. Assinale-a:

a) O escritor árcade reaproveita os seres criados pela mitologia greco-romana, deuses e entidades pagãs. Mas esses mesmos deuses convivem com outros seres do mundo cristão.
b) A produção literária do Arcadismo brasileiro constitui-se sobretudo de poesia, que pode ser lírico-amorosa, épica e satírica.
c) O árcade recusa o jogo de palavras e as complicadas construções da linguagem barroca, preferindo a clareza, a ordem lógica na escrita.
d) O poema épico Caramuru, de Santa Rita Durão, tem como assunto o descobrimento da Bahia, levado a efeito por Diogo Álvares Correia, misto de missionários e colonos português.
e) A morte de Moema,índia que se deixa picar por uma serpente, como prova de fidelidade e amor ao índio Cacambo, é trecho mais conhecido da obra O Uruguai, de Basílio da Gama.

Resposta: E

10. (ITA) Dadas as afirmações:

I) O Uruguai, poema épico que antecipa em várias direções o Romantismo, é motivado por dois propósitos indisfarçáveis: exaltação da política pombalina e antijesuitismo radical.
II) O(A) autor(a) do poema épico Vila Rica, no qual exalta os bandeirantes e narra a história da atual Ouro Preto, desde a sua fundação, cultivou a poesia bucólica, pastoril, na qual menciona a natureza como refúgio.
III) Em Marília de Dirceu, Marília é quase sempre um vocativo; embora tenha a estrutura de um diálogo, a obra é um monólogo – só Gonzaga fala, raciocina; constantemente cai em contradição quanto à sua postura de Spastor e sua realidade de burguês.

Está(ão) Correta(s):

a) Apenas I
b) Apenas II
c) Apenas I e II
d) Apenas I e III
e) Todas

Resposta: D

http://www.coladaweb.com/questoes/portugues/arc.htm

SANTA RITA DURÃO

quinta-feira, 8 de abril de 2010

NOVOS EXERCÍCIOS - BARROCO

1. (UFRN)
A obra de Gregório de Matos — autor que se destaca na literatura barroca brasileira — compreende
a. poesia épico-amorosa e obras dramáticas.
b. poesia satírica e contos burlescos.
c. poesia lírica, de caráter religioso e amoroso, e poesia satírica.
d. poesia confessional e autos religiosos.
e. poesia lírica e teatro de costumes.
Resposta: c

2. (Mack-SP)
Assinale a alternativa incorreta:
a. Julgada em bloco, a literatura brasileira do quinhentismo é uma típica manifestação barroca.
b. Na poesia de Gregório de Matos, percebe-se o dualismo barroco: mistura de religiosidade e sensualismo, misticismo e erotismo, valores terrenos e aspirações espirituais.
c. A literatura no Brasil colonial é clássica, tendo nascido pela mão dos jesuítas, com uma intenção doutrinária.
d. Com António Vieira, a estética barroca atinge o seu ponto alto em prosa no Brasil.
e. Não se deve dizer que a literatura seiscentista brasileira seja inferior por ser barroca, mas sim que é uma literatura barroca de qualidade inferior, com exceções raras.

Resposta: a

3. (Mack-SP)
Ao Barroco brasileiro pertencem:
a. Camões e Gil Vicente.
b. Manoel B. Oliveira e Gregório de Matos.
c. Sóror Mariana Alcoforado e Gregório de Matos.
d. Gandavo e Camões.
e. Gil Vicente e Manoel B. Oliveira.

Resposta: b

4.(UFRS)
Considere as seguintes afirmações sobre o Barroco brasileiro:
I. A arte barroca caracteriza-se por apresentar dualidades, conflitos, paradoxos e contrastes, que convivem tensamente na unidade da obra.
II. O conceptismo e o cultismo, expressões da poesia barroca, apresentam um imaginário bucólico, sempre povoado de pastoras e ninfas.
III. A oposição entre Reforma e Contra--Reforma expressa, no plano religioso, os mesmos dilemas de que o Barroco se ocupa.

Quais estão corretas?
a. Apenas I.
b. Apenas II.
c. Apenas III.
d. Apenas l e III.
e. I, II e III.

Resposta: d

6. (UFRS)
Com relação ao Barroco brasileiro, assinale a alternativa incorreta.
a. Os Sermões, do padre António Vieira, elaborados numa linguagem conceptista, refletiram as preocupações do autor com problemas brasileiros da época,por exemplo, a escravidão.
b. Os conflitos éticos vividos pelo homem .do Barroco corresponderam, na forma literária ao uso exagerado de paradoxos e inversões sintáticas.
c. A poesia barroca foi a confirmação, no plano estético, dos preceitos renascentistas de harmonia e equilíbrio, vigentes na Europa no século XVI, que chegaram ao Brasil no século XVII, adaptados, então, à realidade nacional.
d. Um dos temas principais do Barroco é a efemeridade da vida, questão que foi tratada no dilema de viver o momento presente e, ao mesmo tempo, preocupar-se com a vida eterna.
e. A escultura barroca teve no Brasil o nome de António Francisco Lisboa, o Aleijadinho, que, no século XVII, elaborou uma arte de tema religioso com traços nacionais e populares, numa mescla representativa do Barroco.
Resposta: c

7. (PUCC-SP)
“Que falta nesta cidade? Verdade”.
Que mais por sua desonra? Honra.
Falta mais que se lhe ponha? Vergonha.
O demo a viver se exponha,
Por mais que a fama a exalta,
Numa cidade onde falta
Verdade, honra, vergonha."

Pode-se reconhecer nos versos acima, de Gregório de Matos,
a. o caráter de jogo verbal próprio do estilo barroco, a serviço de uma crítica, em tom de sátira, do perfil moral da cidade da Bahia.
b. o caráter de jogo verbal próprio da poesia religiosa do século XVI, sustentando piedosa lamentação pela falta de fé do gentio.
c. o estilo pedagógico da poesia neoclássica, por meio da qual o poeta se investe das funções de um autêntico moralizador.
d. o caráter de jogo verbal próprio do estilo barroco, a serviço da expressão lírica do arrependimento do poeta pecador.
e. o estilo pedagógico da poesia neoclássica, sustentando em tom lírico as reflexões do poeta sobre o perfil moral da cidade da Bahia.

Resposta: a

EXERCÍCIOS - LITERATURA DE INFORMAÇÃO E DOS JESUÍTAS

LITERATURA DE INFORMAÇÃO E DOS JESUÍTAS

1. (UFRN)
Define-se a Literatura Informativa no Brasil como:
a. as obras que visavam a tornar mais acessíveis aos indígenas os dogmas do cristianismo.
b. a prova de que os autores brasileiros tinham em mente emancipar-se da influência européia.
c. o reflexo de traços do espírito expansionista da época colonial.
d. a prova do sentimento de religiosidade que caracterizou os primeiros habitantes da nova terra descoberta.
e. a descrição dos hábitos de nomadismo predominantes entre os índios.

Resposta: c

2. (UEL-PR)
A curiosidade geográfica e humana e ao desejo de conquista e domínio corresponde, inicialmente, o deslumbramento diante da paisagem exótica e exuberante da terra recém-descoberta, testemunhado pelos cronistas portugueses:
a. Gonçalves de Magalhães e José de Anchieta.
b. Pêro de Magalhães Gandavo e Gabriel Soares de Sousa.
c. Botelho de Oliveira e José de Anchieta.
d. Gabriel Soares de Sousa e Gonçalves de Magalhães.
e. Botelho de Oliveira e Pêro de Magalhães Gandavo.

Resposta: b

3. (FEI-SP)
Dos oito (autos) que lhe são atribuídos, o melhor é o intitulado Na festa de São Lourenço, representado, pela primeira vez, em Niterói, em 1583. Seu autor é:
a. Anchieta.
b. Gregório de Matos.
c. Bento Teixeira.
d. Padre Manuel da Nóbrega.
e. Gabriel Soares de Sousa.

Resposta: a

4. (Fuvest-SP)
Entende-se por Literatura Informativa no Brasil:
a. o conjunto de relatos de viajantes e missionários europeus, sobre a natureza e o homem brasileiros.
b. a história dos jesuítas que aqui estiveram no século XVI.
c. as obras escritas com a finalidade de catequese do indígena.
d. os poemas do padre José de Anchieta.
e. os sonetos de Gregório de Matos.

Resposta: a

Exercícios - Lit Informação - Barroco - Arcadismo

http://www.graudez.com.br/literatura/lit%20informacao%20-%20barroco%20-%20arcadismo1.htm

http://www.graudez.com.br/literatura/lit%20informacao%20-%20barroco%20-%20arcadismo2.htm

Cultismo e Conceptismo

http://literarizando.blogspot.com/2006/03/cultismo-e-conceptismo.html

LINKS SOBRE BARROCO

http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/adrienearaujo/literatura005.asp

http://www.netsaber.com.br/resumos/ver_resumo_c_2751.html

http://www.infoescola.com/metabolismo/barroco-na-literatura/

http://www.colegioweb.com.br/literatura/barroco

http://www.docstoc.com/docs/4442217/Barroco-literatura/

http://www.angelfire.com/linux/barroco/

http://educaterra.terra.com.br/literatura/resumao/resumao_3.htm

http://www.algosobre.com.br/literatura/barroco.html

http://www.mundovestibular.com.br/articles/4539/1/BARROCO/Paacutegina1.html

http://www.mundoeducacao.com.br/literatura/barroco.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Literatura_barroca

http://tigredefogo.wordpress.com/2008/03/28/literatura-brasileira-barroco/

http://www.folhetim.com.br/folhetim/barroco.php

http://www.fontedosaber.com/portugues/o-barroco.html

http://www.scribd.com/doc/3374028/Literatura-Aula-06-Barroco-no-Brasil

http://www.psicanaliseebarroco.pro.br/portugues/revista/leitura.asp?CodObra=38&CodRev=1
http://netopedia.tripod.com/Literatura/barroco.htm

http://www.klickeducacao.com.br/2006/materia/21/display/0,5912,POR-21-100-897-,00.html

http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_aula/portugues/literatura_portuguesa/estilos_literarios/4_barroco

http://www.webvestibular.com.br/revisoes/literatura/barroco.htm

http://www.idealdicas.com/literatura-brasileira-barroco-1601-1768/

domingo, 4 de abril de 2010

BENTO TEIXEIRA (PROSOPOPÉIA)

http://www.jayrus.art.br/Apostilas/Academica/Bento%20Teixeira_capdisserta.pdf

http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/livros/resumos_comentarios/p/prosopopeia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bento_Teixeira

http://www.cce.ufsc.br/~nupill/literatura/prosopopeia.html

LINKS SOBRE GREGÓRIO DE MATOS

http://educacao.uol.com.br/literatura/ult1706u42.jhtm

http://www.revista.agulha.nom.br/grego.html

http://www.colegioweb.com.br/literatura/obras-de-gregorio-de-matos

http://www.profabeatriz.hpg.ig.com.br/biografias/gregoriodematos.htm

http://www.filologia.org.br/abf/volume3/numero1/01.htm

http://www.procampus.com.br/vestibular/resumos/gregorio_lirica.pdf

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=3289&cat=Ensaios&vinda=S

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=1123&cat=Roteiro_de_Filme_ou_Novela

http://www.mafua.ufsc.br/guilhermehenrique.html

http://www.webartigos.com/articles/1746/1/Os-Versos-Satiricos-De-Gregorio-De-Matos-E-Tobias-Barreto-Uma-Visao-Do-Barroco-E-Do-Realismo-No-Brasil/pagina1.html

http://www.filologia.org.br/pub_outras/sliit02/sliit02_78-86.html

http://www.filologia.org.br/revista/artigo/1(1)20-28.html

http://www.litteratu.com/gregorio.pdf

http://www.unilavras.edu.br/pesquisa/prohomine/tcc/artigos/2.pdf

http://cac-php.unioeste.br/eventos/seminariolhm/anais/Arquivos/Artigos/Seminario/seminario_memoria_9.pdf

http://recantodasletras.uol.com.br/ensaios/996826

http://www.posgrap.ufs.br/periodicos/interdisciplinar/revistas/ARQ_INTER_8/INTER8_Pg_99_107.pdf

ANÁLISE CRÍTICO/COMPARATIVA ENTRE AS OBRAS RELIGIOSAS DE ANTÔNIO VIEIRA E GREGÓRIO DE MATOS

http://www.faedf.edu.br/faedf/Revista/AR03.pdf

sábado, 3 de abril de 2010

EXERCÍCIOS RES0LVIDOS - BARROCO

01. (UNIV. CAXIAS DO SUL) Escolha a alternativa que completa de forma correta a frase abaixo:

A linguagem ______, o paradoxo, ________ e o registro das impressões sensoriais são recursos lingüísticos presentes na poesia ________.

a) simples a antítese parnasiana
b) rebuscada a antítese barroca
c) objetiva a metáfora simbolista
d) subjetiva o verso livre romântica
e) detalhada o subjetivismo simbolista

Resposta: B


02. (MACKENZIE-SP) Assinale a alternativa incorreta:

a) Na obra de José de Anchieta, encontram-se poesias que seguem a tradição medieval e textos para teatro com clara intenção catequista.
b) A literatura informativa do Quinhentismo brasileiro empenha-se em fazer um levantamento da terra, daí ser predominantemente descritiva.
c) A literatura seiscentista reflete um dualismo:o ser humano dividido entre a matéria e o espírito, o pecado e o perdão.
d) O Barroco apresenta estados de alma expressos através de antíteses, paradoxos, interrogações.
e) O conceptismo caracteriza-se pela linguagem rebuscada, culta, extravagante, enquanto o cultismo é marcado pelo jogo de idéias, seguindo um raciocínio lógico, racionalista.

Resposta: E


03. Com referência ao Barroco, todas as alternativas são corretas, exceto:

a) O Barroco estabelece contradições entre espírito e carne, alma e corpo, morte e vida.
b) O homem centra suas preocupações em seu próprio ser, tendo em mira seu aprimoramento, com base na cultura greco-latina.
c) O Barroco apresenta, como característica marcante, o espírito de tensão, conflito entre tendências opostas: de um lado, o teocentrismo medieval e, de outro, o antropocentrismo renascentista.
d) A arte barroca é vinculada à Contra-Reforma.
e) O barroco caracteriza-se pela sintaxe obscura, uso de hipérbole e de metáforas.

Resposta: B


04. (VUNESP)
Ardor em firme coração nascido;
pranto por belos olhos derramado;
incêndio em mares de água disfarçado;
rio de neve em fogo convertido:
tu, que em um peito abrasas escondido;
tu, que em um rosto corres desatado;
quando fogo, em cristais aprisionado;
quando crista, em chamas derretido.
Se és fogo, como passas brandamente,
se és fogo, como queimas com porfia?
Mas ai, que andou Amor em ti prudente!
Pois para temperar a tirania,
como quis que aqui fosse a neve ardente,
permitiu parecesse a chama fria.

O texto pertencente a Gregório de Matos e apresenta todas seguintes características:

a) Trocadilhos, predomínio de metonímias e de símiles, a dualidade temática da sensualidade e do refreamento, antíteses claras dispostas em ordem direta.
b) Sintaxe segundo a ordem lógica do Classicismo, a qual o autor buscava imitar, predomínio das metáforas e das antíteses, temática da fugacidade do tempo e da vida.
c) Dualidade temática da sensualidade e do refreamento, construção sintática por simétrica por simetrias sucessivas, predomínio figurativo das metáforas e pares antitéticos que tendem para o paradoxo.
d) Temática naturalista, assimetria total de construção, ordem direta predominando sobre a ordem inversa, imagens que prenunciam o Romantismo.
e) Verificação clássica, temática neoclássica, sintaxe preciosista evidente no uso das síntese, dos anacolutos e das alegorias, construção assimétrica.

Resposta: C

05. A respeito de Gregório de Matos, assinale a alternativa, incorreta:

a) Alguns de seus sonetos sacros e líricos transpõem, com brilho, esquemas de Gôngora e de Quevedo.
b) Alma maligna, caráter rancoroso,relaxado por temperamento e costumes, verte fel em todas as suas sátiras.
c) Na poesia sacra, o homem não busca o perdão de Deus; não existe o sentimento de culpa, ignorando-se a busca do perdão divino.
d) As suas farpas dirigiam-se de preferência contra os fidalgos caramurus.
e) A melhor produção literária do autor é constituída de poesias líricas, em que desenvolve temas constantes da estática barroca, como a transitoriedade da vida e das coisas.

Resposta: D

Texto para as questões 06 a 08

À INSTABILIDADE DAS COUSAS DO MUNDO

Nasce o Sol, e não dura mais que um dia,
Depois da Luz se segue a noite escura,
Em tristes sombras morre a formosura,
Em continuas tristezas a alegrias,

Porém, se acaba o Sol, por que nascia?
Se é tão formosa a Luz, por que não dura?
Como a beleza assim se transfigura?
Como o gosto, da pena assim se fia?

Mas no Sol, e na Luz falte a firmeza,
Na formosura não se dê constância,
E na alegria, sinta-se triste.
Começa o Mundo enfim pela ignorância
A firmeza somente na inconstância.
06. No texto predominaram as imagens:

a) olfativas;
b) gustativas;
c) auditivas;
d) táteis;
e) visuais.

Resposta: E

07. A idéia central do texto é:

a) a duração efêmera de todas as realidades do mundo;
b) a grandeza de Deus e a pequenez humana;
c) os contrastes da vida;
d) a falsidade das aparências;
e) a duração prolongada do sofrimento.

Resposta: A

08. Qual é o elemento barroco mais característico da 1ª estrofe?

a) disposição antitética da frase;
b) cultismo;
c) estrutura bimembre;
d) concepção teocênctrica;
e) estrutura correlativa, disseminativa e recoletiva.

Resposta: A

09. (SANTA CASA) A preocupação com a brevidade da vida induz o poeta barroco a assumir uma atitude que:

a) descrê da misericórdia divina e contesta os valores da religião;
b) desiste de lutar contra o tempo, menosprezando a mocidade e a beleza;
c) se deixa subjugar pelo desânimo e pela apatia dos céticos;
d) se revolta contra os insondáveis desígnios de Deus;
e) quer gozar ao máximo seus dias, enquanto a mocidade dura.

Resposta: E

10. (UEL) Identifique a afirmação que se refere a Gregório de Matos:

a) No seu esforço da criação a comédia brasileira, realiza um trabalho de crítica que encontra seguidores no Romantismo e mesmo no restante do século XIX.
b) Sua obra é uma síntese singular entre o passado e o presente: ainda tem os torneios verbais do Quinhentismo português, mas combina-os com a paixão das imagens pré-românticas.
c) Dos poetas arcádicos eminentes, foi sem dúvida o mais liberal, o que mais claramente manifestou as idéias da ilustração francesa.
d) Teve grande capacidade em fixar num lampejo os vícios, os ridículos, os desmandos do poder local, valendo-se para isso do engenho artificioso que caracteriza o estilo da época.
e) Sua famosa sátira à autoridade portuguesa na Minas do chamado ciclo do ouro é prova de que seus talento não se restringia ao lirismo amoroso.

Resposta: D

http://www.coladaweb.com/questoes/portugues/bar.htm

VÍDEOS SOBRE BARROCO